A popularidade das redes sociais e o tempo que ocupam na utilização diária da Internet de grande parte da população online refletem-se também em faturação, como prova o Facebook. A Gartner estima agora que as receitas geradas por redes sociais cheguem este ano aos 16,9 mil milhões de dólares, num crescimento de 43,1% face a 2011.

Os números fazem parte de um relatório da consultora que refere a publicidade como a maior fonte de receitas, devendo atingir os 8,8 mil milhões de dólares em 2012. Mas os jogos têm um papel cada vez mais importante, gerando 6,2 mil milhões em 2012, enquanto as assinaturas e subscrições devem atingir os 278 milhões de dólares.

Mais de mil milhões de pessoas vão usar redes sociais este ano e o modelo de negócio destas empresas está a amadurecer, embora a Gartner defenda que há ainda muitas formas de monetização da sua popularidade para explorar.

As empresas estão a reservar uma fatia cada vez maior do seu orçamento de marketing para as redes sociais e o tempo gasto pelos utilizadores nestes sites aumenta o potencial das taxas de click-through, com a vantagem de se conseguir uma segmentação de utilizadores com potencial para explorar em algumas áreas de negócio.

“Os sites estão a tornar-se mais inovadores nos seus produtos e anúncios para atrair os anunciantes. Mas as redes sociais deviam implementar tecnologias de análise de dados para garantir uma visão mais realista das tendências, de acordo com as preferências dos consumidores”, defende a analista Neha Gupta.

A venda de bens virtuais vai continuar a ser uma tendência, mas também o crescimento dos jogos online terá peso no aumento da faturação das empresas que suportam os serviços mais populares.

A Gartner estima também que os utilizadores vão estar mais disponíveis para pagar assinaturas e subscrições por serviços de redes sociais profissionais que tragam valor acrescentado, como já acontece em sites como o LinkedIn e o Xing que cobram por serviços premium. Mas a tendência terá de ser na redução dos valores de subscrição e a aposta noutros modelos de rentabilização, como a publicidade.

Apesar de identificar novas oportunidades de angariar receitas a Gartner acredita que os modelos atuais se vão manter como a fontes de financiamento mais significativas até 2016.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.