Novas respostas ao bem sucedido iTunes da Apple chegaram recentemente ao Reino Unido pelas mãos de dois grupos europeus com ambições de liderança. O último dos dois serviços foi apresentado ontem, segunda feira, pela HMV, um dos principais retalhistas do mercado britânico, que lança o serviço apoiado numa parceria com a Microsoft. O catálogo da empresa apresenta-se ao mercado com uma oferta de 1,3 milhões de faixas disponíveis para download, mais 100 mil que o líder iTunes.



Na sexta-feira passada os utilizadores britânicos passaram também a dispor de mais uma alternativa com o relançamento do serviço de música digital da Virgin, a segunda maior cadeia de música britânica. Este oferece mais de um milhão de faixas de música e aposta nas promoções de preços para as novidades musicais.



Ambas as empresas procuram lugar num mercado que ao longo do último ano multiplicou o seu potencial de negócio. Se no total do ano passado foram vendidos no país 500 mil faixas de música, esse número corresponde actualmente às vendas semanais.



Uma das principais armas dos novos serviços para ganhar terreno à oferta americana é a compatibilidade com vários leitores de marcas distintas, ao contrário do iTunes que funciona apenas com leitores da Apple. Outro dos pontos comuns aos novos serviços é o modelo de subscrição que prevê o pagamento 14,99 libras para fazer o download de um número ilimitado de músicas.



O serviço da HMV permite pesquisar faixas de música, transferir música a partir de um leitor portátil, gravar CDs, sintonizar estações de rádio e criar playlists. A breve prazo a empresa pretende adicionar ao serviço capacidades de vídeo. No que respeita ao serviço da Virgin as funcionalidades disponíveis são idênticas.



As previsões de consultores britânicos apontam para que este ano o mercado legal de música digital no país cresça significativamente, publica a Associated Press. Segundo estas previsões este ano o mercado deverá duplicar o seu valor passando a render 63 milhões de dólares, um número que vai continuar a crescer até 2010 quando se espera que as recitas da venda legal de música online no Reino Unido chegue aos 483 milhões de dólares.



Notícias Relacionadas:

2005-06-24 - iTunes celebra primeiro aniversário na Europa com 50 milhões de downloads

2004-03-09 - Virgin prepara lançamento de serviço de música online

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.