O Rhapsody anunciou que vai comprar o Napster, o emblemático serviço de música lançado em 1999, até à data nas mãos da Best Buy. Com o negócio aquela que é, no presente, uma das maiores plataformas de música digital tenta fazer frente a novos rivais, como o Spotify e o Rdio, que conquistam cada vez mais mercado.

Mediante o acordo definido, a Best Buy receberá uma participação minoritária no Rhapsody quando a transação estiver concluída, o que se prevê que aconteça a 30 de novembro próximo. O negócio tem por base a troca de ações e os valores não foram revelados.

"Existe um elevado valor em trazer os assinantes do Napster e o seu portfólio para o Rhapsody", disse Jon Irwin, presidente do serviço, sem deixar claro se a marca Napster morre com o processo. "Este acordo ampliará a liderança do Rhapsody sobre os nossos rivais", considera o responsável.

O Napster foi lançado em 1999, por Sean Parker (mais tarde associado ao Facebook) e Shawn Fanning e é considerado como um dos "impulsionadores" do download ilegal de música.

A marca acabou por ser comprada pela Roxio, em 2002, depois da empresa ter sido encerrada, devido aos problemas na justiça com a indústria discográfica. Em 2008 voltou a ser vendida à Best Buy por 121 milhões de dólares.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.