O mercado de segurança informática em Portugal deve crescer 5,6 por cento este ano, revelam os resultados preliminares de um estudo da IDC cuja apresentação está agendada para a próxima quinta-feira.

De acordo com os números avançados hoje pela consultora especializada na área das tecnologias de informação, o mercado nacional de segurança informática deverá atingir os 135,6 milhões de euros em 2011.

As estimativas representam uma recuperação importante face a 2010, período em que o sector tinha registado uma quebra de 0,6 por cento, em consequência da situação financeira mundial, não ultrapassando os 128,6 milhões de euros de receitas.

"A crise económica levou à pressão sobre os custos e à redução dos investimentos em segurança informática em 2010", constatam os analistas, no comunicado à imprensa.

No entanto, "esta contracção do mercado português deverá ter sido temporária, perante a absoluta necessidade de obter mais recursos para garantir a conformidade e a segurança de informação e processos de negócio cada vez mais webizados, e de utilizadores cada vez mais ligados e interligados", afirma Gabriel Coimbra, responsável de Research e Consulting da IDC.

Assim, a consultora prevê o regresso ao crescimento em 2011, com um crescimento de 5,6 por cento, para um valor global de 135,6 milhões de euros, englobando hardware, software e serviços. A tendência deverá manter-se nos próximos anos, acrescenta a consultora, estimando "taxas de crescimento de dois dígitos".

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.