O Senado americano está a discutir a introdução de nova legislação de combate ao phishing. O novo enquadramento legal proposto pelo Senator Patrick Leahy prevê penas de prisão até cinco anos e multas até 250 mil dólares para indivíduos que desenhem sites de Internet falsos com o propósito de roubar informação alheia, como números de cartões de crédito, códigos de acesso a contas bancárias.



O Anti-Phishing Act of 2005 actua sobre os sites falsos que pretendem induzir o utilizador em erro, mas também sobre as mensagens que conduzem o utilizador a esses sites e que se apresentam como mensagens enviadas pelos bancos. A mesma legislação contempla ainda situações em que os spammers redireccionam o browser do utilizador para determinados sites, tomando o seu controlo, avança a PC World.



A proposta de legislação é idêntica a uma proposta apresentada ao Senado no ano passado, mas entretanto recusada e dá aos investigadores instrumentos legais para agir antes da fraude propriamente dita acontecer, podendo mesmo evitá-la.



Nos últimos seis meses do ano passado o número de mensagens de phishing detectadas aumentou 42 por cento e o número de sites daquele tipo 47 por cento (só em Janeiro), segundo números do Anti-Phishing Working Group.



Notícias Relacionadas:

2004-08-27 - Ofensiva americana contra cibercrime resulta em mais de 100 detenções

2003-07-23 - Novas formas de cibercrime preocupam autoridades norte-americanas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.