Esta é a 12ª remessa de satélites Starlink que a SpaceX enviou para a órbita do planeta. Pacientemente, em cada lançamento são enviados 60 aparelhos, que se junta à constelação agora composta por 713 satélites.

A missão anterior foi muito especial para a empresa de Elon Musk, não só porque foi a centésima da SpaceX, como foi reutilizado pela sexta vez consecutiva o mesmo foguetão estágio 1 do Falcon. E promete voltar a subir ao céu, pois o mesmo foi recuperado com sucesso no Atlântico.

A SpaceX tem um enorme desafio pela frente: provar que a sua constelação de satélites Starlink consegue oferecer ao meio rural dos Estados Unidos velocidades de internet com latências inferiores a 100 milissegundos. Há um fundo federal de 16 mil milhões de dólares, ao longo dos próximos 10 anos, destinado a suportar o meio rural a ter acesso à banda larga e voz.

O grande desafio da SpaceX é ter uma rede funcional a tempo de se candidatar aos fundos. A empresa planeia fazê-lo ainda este ano. No entanto, o leilão de acesso aos fundos está marcado para começar no dia 29 de outubro. Por isso é que a empresa tem feito sucessivos lançamentos de satélites para reforçar a sua rede.

Espera-se este mês pelo menos mais dois lançamentos, ainda sem uma data marcada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.