Um estudo encomendado pela UMIC e pelo Observatório da Inovação e Conhecimento revela que a posse de Internet no agregado familiar tem crescido a um ritmo de 40 por cento ao ano, sendo que 31 por cento das famílias portuguesas já dispõem de acesso à Internet.



Destas, 19 por cento optam pela banda larga contribuindo para um crescimento de 90 por cento na penetração deste tipo de acesso em lares desde o ano passado. Em termos gerais o documento revela que Portugal atingiu já uma taxa de penetração de Internet de 43 por cento, sendo que 83 por cento dos utilizadores admitem aceder à rede com frequência.



O acesso ao email, os downloads de ficheiros ou de jogos e a música assumem lugar de destaque nas tarefas realizadas pelos utilizadores, tipicamente adolescentes em idade escolar (cerca de 82 por cento do total de utilizadores tem idades compreendidas entre os 15 e os 19 anos).



Para além destas, a Internet é também usada com frequência para realizar tarefas relacionadas com as actividades profissionais dos utilizadores, estudo ou formação, procura de informação sobre bens e serviços, leitura de jornais e revistas online e procura de informação em sites da Administração Pública, revela o documento.



Mais de metade da população possui computador



O documento apurou ainda que 54 por cento da população utiliza computador, o que representa uma taxa de crescimento anual de 11 por cento desde o ano 2000. Entre os utilizadores de PC predominam os adolescentes (entre os 15 e os 19 anos) - que representam 96 por cento do total de utilizadores - e os estudantes, que correspondem a 98 por cento dos utilizadores.



Sobre os hábitos de utilização do PC o estudo conclui que 86 por cento dos inquiridos utilizam o computador mais do que uma vez por semana e que a residência é o principal ponto de acesso, respondem 71 por cento dos inquiridos.



Numa análise por agregado familiar o documento conclui que cerca de metade das famílias portuguesas possuem PC (49 por cento), sendo que 21 por cento dos inquiridos optam por portáteis, contra uma larga maioria que ainda prefere equipamentos desktop. As famílias que possuem PC apontam como principal razão para este facto a educação escolar dos filhos, já as famílias que não possuem PC justificam a decisão com o preço elevado dos equipamentos (cerca de 31 por cento) e a sua falta de utilidade ( 42 por cento).



Comércio electrónico apresenta taxa média de crescimento anual de 63%



A pesquisa realizada entre 17 de Setembro e 4 de Outubro deste ano junto de 3000 pessoas com idades compreendidas entre os 15 e os 64 anos conclui ainda que o comércio electrónico vem registando uma taxa de progressão anual de 63 por cento ao ano desde 2000.



De acordo com estes números, cerca de 7 por cento da população é já utilizadora deste canal, contribuindo para um crescimento de 40 por cento face ao ano anterior.



Entre os artigos mais procurados estão livros, revistas e jornais (para 30 por cento dos utilizadores), música ou filmes (para 29 por cento), equipamentos electrónicos (para 22 por cento) e software (para 20 por cento).



A propósito dos números divulgados Diogo Vasconcelos, gestor da UMIC disse, em declarações ao TeK, que "as conclusões deste estudo são a prova do que temos vindo a afirmar, dos projectos que temos vindo a executar e do caminho que queremos para a sociedade da informação em Portugal".



O responsável sublinhou o facto de 49 por cento da população possuir já computador no agregado e 54 por cento usar o computador normalmente. Segundo ele "o primeiro número demonstra que o computador é, cada vez mais, uma ferramenta indispensável para o uso quotidiano, mostrando a importância que já tem no seio das famílias".



Da mesma forma, o segundo número (dos acesso à Internet em banda larga) demonstra, na opinião do gestor "uma política correcta de incentivo ao uso da Internet em banda larga, a procura de novas formas de promover a concorrência e a execução de projectos que potenciam o seu uso".



Nota de redação: A notícia foi actualizada com declarações de Diogo Vasconcelos, gestor da UMIC.


Notícias Relacionadas:

2004-05-11 - Utilização de Banda larga na União Europeia cresce 80% no último ano

2003-09-11 - Utilização da Internet e computadores continua a crescer em Portugal


2002-12-20 - Utilização da Internet em Portugal cresce apenas dois por cento em 2002

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.