O estudo anual da Forrester Research e da Shop.org, relativo ao comércio online, prevê que em 2006 as vendas realizadas através da Web irão aumentar 20 por cento em relação a 2005, com receitas na ordem dos 211 mil milhões de dólares.



Os resultados do estudo, avançados pela Reuters, indicam que o número de retalhistas online tem aumentado significativamente acompanhando de alguma forma o crescimento que a Internet tem registado nos últimos anos.



Os mecanismo de fidelização de clientes passam pela vasta gama de produtos oferecidos, pelos preços competitivos, cartões de oferta, entre outros, o que tem contribuído largamente para o crescimento das vendas online nos últimos anos.



Excluída a área de viagens, o estudo prevê que o comércio online em 2006 seja responsável por receitas na ordem dos 138 mil milhões de dólares, um aumento de 22 por cento face a 2005. O mercado informático, os carros, vestuário, acessórios e calçado são os segmentos que maior crescimento irão registar durante este ano, com receitas na ordem dos 16,8, 15,9 e 13,8 mil milhões de dólares respectivamente.



Ao contrário do que seria de esperar, os segmentos responsáveis pelo maior volume de receitas serão mesmo o de artigos para animais e cosméticos, que registarão o crescimento mais rápido ao longo do ano, 30 por cento, avança o estudo.



Em 2005, as vendas online tiveram um aumento de 25 por cento, correspondentes a 176,4 mil milhões de dólares, com um crescimento de 28 por cento do mercado online, à excepção do mercado turístico, avança Scott Silverman, director executivo da Shop.org



Noticias relacionadas:


2006-04-28 - Semana do comércio electrónico avança no próximo dia 4 de Maio
2004-06-07- Vendas online nos EUA superam a barreira dos 100 milhões de dólares pela primeira vez

2000-11-09 - Retalhistas online enfrentam problemas

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.