O YouTube está a afirmar-se como um dos principais meios de acesso a notícias, afirma um estudo do Pew Research Center. De acordo com a mais recente análise do Projeto para a Excelência no Jornalismo, as pessoas recorrem cada vez mais ao serviço de partilha de vídeos na altura de se documentarem sobre grandes acontecimentos ou desastres naturais.

O estudo, publicado esta segunda-feira, incide sobre uma monitorização levada a cabo durante 15 meses dos vídeos mais populares do YouTube. Os resultados revelam que embora o consumo de notícias a partir da televisão continue a ser superior ao suportado no serviço da Google, este se tem vindo a afirmar como um ambiente digital onde cada vez mais confluem o jornalismo profissional e os conteúdos carregados por particulares que ajudam a documentar a atualidade.

"Há uma nova forma de jornalismo nesta plataforma", afirma Amy Mitchell, do Pew Research Center's Project for Excellence in Journalism. "É um modelo em que a relação entre as entidades noticiosas e os cidadãos é mais dinâmica e complexa do que a até agora observada na maioria das plataformas", acrescenta o responsável, citado pela Associated Press.

Os números refletem esta relação: "mais de um terço" dos vídeos mais populares do YouTube foram carregados por particulares e "mais de metade" têm origem em meios noticiosos - mas muitos destes vídeos "profissionais" incorporam conteúdos fornecidos por utilizadores do serviço de vídeos.

O terramoto e o tsunami no Japão foram o evento que mais visualizações gerou durante o período sobre o qual incide a análise, de janeiro de 2011 a março de 2012. Entre os vídeos mais vistos sobre o tema incluem-se desde capturas de câmaras de segurança a conteúdos de agências noticiosas, ou imagens recolhidas por um navio da guarda costeira japonesa.

Este tipo de acontecimentos surgem frequentemente entre os mais vistos. As eleições russas, os conflitos no Médio Oriente, a queda de um palco em Indiana (EUA) e o naufrágio do navio italiano Costa Concordia são outros dos temas "quentes" deste período, para o barómetro do YouTube.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Joana M. Fernandes

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.