O movimento é inverso ao que tem sido verificado com o lançamento de modelos anteriores de smartphone da Apple, nomeadamente com o anúncio do iPhone 5 que dinamizou a cotação bolsista da empresa.


Como é habitual o valor das ações subiu no dia anterior à conferência de imprensa onde se anunciavam novidades mas as quebras acabaram por colocar os títulos da Apple ao valor mais baixo desta semana, como se pode ver no gráfico da Reuters. A falta de novidades e inovação no iPhone 5C e 5S estará por detrás desta quebra.



[caption][/caption]

O iPhone é um dos principais recursos da Apple e suporta grande parte da faturação da empresa, pelo que é normal existirem flutuações relacionadas com lançamento de novos produtos e expetativas de vendas.

Nas semanas antes do lançamento do iPhone 5, no ano passado, os investidores chegaram a especular que as ações da Apple poderiam chegar aos 1.000 dólares por título, projetando o valor da empresa para 1 bilião de dólares. As ações chegaram a atingir os 700 dólares uma semana depois de ser conhecido o novo telemóvel, mas ficaram por ai.

Em meados deste ano as ações da empresa criada por Steve Jobs atingiram o valor mais baixo desde Dezembro de 2011.

Recorde-se que quando a Apple lançou o iPhone 3GS o Mercado também penalizou as ações da empresa, que recuperaram pouco depois com o lançamento de novos modelos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.