De acordo com os resultados de dois estudos publicados pela Eurostat – a entidade responsável pelas estatísticas da comunidade europeia – mais de metade de todas as patentes de alta tecnologia submetidas ao European Patent Office – EPO – em 2000 são originárias de apenas 13 regiões de um total de 211 que fazem parte da União Europeia, com a Alemanha a abarcar 42 por cento dos pedidos patenteados.



As regiões da Europa que mais se destacaram em 2000 foram Oberbayern na Alemanha com 1.132 pedidos, Ile-de-France na França com 854 e Noord-Brabant na Holanda com 633 pedidos de patentes. Se relacionarmos o número de patentes com a dimensão da força laboral, estas regiões ocupam também os lugares mais destacados.



Por outro lado, a região grega de Attiki contabilizou 66 por cento de propostas de aplicações desse país, na Finlândia a região de Uusimaa acumulou 49 por cento, Noord-Brabant na Holanda cerca de 46 por cento e a região de Lisboa e Vale do Tejo 47 por cento de todas as patentes de alta tecnologia em Portugal. Os estudo salientam o facto de existir uma forte concentração de actividades de pesquisa e desenvolvimento em determinadas áreas territoriais.



Os dados divulgados esta semana referem assim que das 57 mil patentes apresentadas, 10.500 eram de alta tecnologia, sendo que mais de metade destas eram provenientes de 13 regiões. Outra conclusão é a de que entre 1995 e 2000 o número de patentes levadas até o EPO cresceu cerca de 22 por cento em média por ano, ou seja, o dobro do ritmo de outros sectores.



Notícias Relacionadas:

2002-02-20 - Comissão Europeia apresenta proposta de directiva para patentes de software

2001-12-27 - Patente comunitária ainda não conseguiu acordo dos 15

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.