No IPO a empresa chinesa de comércio eletrónico consegue angariar 21,8 mil milhões de dólares, com as 320,1 milhões de ações disponíveis a assumirem o preço máximo do intervalo definido para a oferta.



No último ano a Alibaba faturou 8,4 mil milhões de dólares e em junho somava 279 milhões de clientes ativos. São números que fazem da companhia uma das tecnológicas mais valiosas do mundo (avaliada em 167,7 mil milhões de dólares, qualquer coisa como 130 mil milhões de euros), mais que a Amazon, com uma capitalização bolsista de 150,2 mil milhões de dólares. Ainda não é ultrapassada pelo Facebook, que vale mais de 200 mil milhões de dólares.



O percurso da Alibaba e de Jack Ma, que a fundou, é impressionante, tendo em conta que o projeto nasceu como um part-time de um professor de inglês, desenvolvido a partir de casa.



De um investimento inicial de 60 mil dólares, o empreendedor foi passo a passo até atrair a atenção de gigantes como o Softbank ou a Yahoo, que há uma década injetou mil milhões de dólares no negócio e agora reduz a participação na companhia para libertar ações e encaixa mais de 7 mil milhões de dólares.



Consideradas grandes operações de dispersão de capital para empresas de tecnologia, o IPO do Twitter ou do Facebook parecem agora pequenos, quando comparados com o do Alibaba. O do Twitter valeu 2 mil milhões de dólares. O do Facebook angariou 16 mil milhões de dólares. E os planos para o futuro não podiam ser mais otimistas. A operação ultrapassa todas estes e é para já a maior dos EUA, mas pode ser a maior do mundo, se o número de ações de alienadas, a nível global, for maior que o previsto.



Até 2015 a Alibaba deverá crescer 50% em receitas, apoiada num mercado local com 1.36 mil milhões de pessoas e planos bem definidos para a internacionalização.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.