Depois de conquistar o ecommerce, a Amazon quer aumentar a parada no segmento das retalhistas físicas. Desta vez a ideia não passa por abrir novas lojas autónomas como as que abriu nos últimos anos, mas sim por introduzir um novo tipo de loja.

A empresa adiantou que vai abrir o primeiro espaço do género em 2020 e já está à procura de colaboradores para aquela que diz ser "a primeira mercearia da Amazon". As vagas de trabalho anunciadas pela tecnológica procuram por repositores de stock, operadores de caixa, líderes de equipa e gestores de serviços alimentares.

Amazon Go: empresa negocia licenciamento da tecnologia de pagamento autónomo para lojas
Amazon Go: empresa negocia licenciamento da tecnologia de pagamento autónomo para lojas
Ver artigo

Sabe-se que a loja não vai ser semelhante aos espaços autónomos Amazon Go, cujo valor reside no processo automático de pagamento. Neste caso haverá espaço para caixas tradicionais, mas não há informações oficiais que confirmem o nome da loja, o que vai vender ou o segmento de preço em que se vai introduzir.

O The Wall Street Journal noticiou que a Amazon se preparava para ampliar a sua pegada no mercado retalhista. A empresa adiantou que a tecnológica havia comprado propriedades em Los Angeles, Chicago e Filadélfia, sendo que estaria também a avaliar espaços em Nova Iorque, Connecticut e Nova Jersey. O jornal norte-americano escreveu ainda que a empresa se preparava para vender refeições prontas e mercearias comuns.

Recorde-se que, para além das Amazon Go, a empresa detém também as lojas Amazon Books e Amazon 4-Star, onde só vende produtos classificados com mais de quatro estrelas. O serviço Amazon Fresh assegura a entrega de mercearias a casa dos clientes.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.