Um dia antes de se conhecer a decisão da Comissão Europeia de prosseguir com o processo contra a Intel por violar as regras da concorrência prejudicando a AMD, a empresa de semicondutores anunciou que o seu actual CEO vai deixar a direcção executiva, embora se mantenha na administração.

Hector Ruiz liderava a AMD há seis anos, substituindo o fundador Jerry Sanders, mas as dificuldades financeiras que a empresa enfrenta justificam a decisão, apesar da boa posição que a fabricante conquistou face à Intel.

O cargo de CEO vai ser assumido por Dirk Meyer, COO da AMD desde 2006 que já liderou também a divisão de microprocessadores.

A AMD conquistou menos de 20 por cento do mercado de microprocessadores, mas a guerra contra a Intel, que detém 80 por cento do mercado, é difícil e obrigou a empresa a muita ginástica financeira, sobretudo quando a concorrente começou a reduzir preços.

A AMD tinha acabado de anunciar perdas de 1,19 mil milhões de dólares no segundo trimestre deste ano, quase duplicando as perdas do mesmo período homólogo. Apesar destes valores as receitas mellhoraram ligeiramente, para os 1,35 mil milhões, embora abaixo das expectativas dos analistas.

Notícias Relacionadas:

2008-04-08 - AMD vai despedir 10% dos trabalhadores

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.