A Autoridade Nacional das Comunicações deve enviar amanhã, 15 de março, o parecer sobre a fusão da Zon com a Optimus à Autoridade da Concorrência. O prazo estipulado para a entrega da análise das entidades reguladoras que a AdC tinha requerido terminou na segunda-feira, 11 de março, mas a Anacom precisou de mais tempo para examinar as informações disponíveis sobre o caso.

A informação citada por vários meios de comunicação foi revelada por uma fonte da Autoridade Nacional das Comunicações à agência Lusa, que não indicou qual deverá ser a orientação explícita no parecer.

Mas as indicações deixadas pela presidente da Anacom, Fátima Barros, em ocasiões anteriores, como a audição com membros do Parlamento português em janeiro, deixam antever que o órgão regulador vai dar o "aval" à fusão das duas operadoras.

A Entidade Reguladora para a Comunicação Social (ERC), a outra entidade à qual a AdC pediu um parecer, já entregou a avaliação que fez do caso.

Esta semana o presidente da Autoridade da Concorrência, Manuel Sebastião, defendeu na Assembleia da República que a fusão entre as duas operadoras portuguesas vai ter que respeitar alguns compromissos, que não chegaram a ser revelados. O principal responsável pela AdC adiantou no entanto que o o processo de notificação foi feito de forma correta pelas duas partes pelo que não houve necessidade de esclarecimentos adicionais.

A Zon e a Sonaecom têm ainda que fazer um pedido de revogação de Oferta Pública de Aquisição (OPA) à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.