Os lucros da IBM cresceram
durante o primeiro trimestre deste ano, período durante o qual o negócio de
serviços da companhia representou pela primeira vez mais de 50 por cento das
suas receitas, que registaram um aumento sustentado pela aquisição da unidade
de consultoria da PricewaterhouseCoopers. Em contrapartida, as vendas de
hardware registaram uma perda.

As receitas líquidas aumentaram oito por cento para os 1,39 mil milhões de
dólares ou 79 cêntimos por acção, em comparação com os 1,30 mil milhões de
dólares ou 73 cêntimos por acção verificados no mesmo período do ano
anterior. A companhia vendeu a sua unidade de discos rígidos à Hitachi em 2002 e exclui essa
transacção dos resultados relativos ao ano anterior.

As vendas subiram mais do que os analistas previam, situando-se nos 20,1 mil
milhões de dólares, um aumento de 11 por cento em termos anuais, sustentando
por um ganho de 24 por cento no seu negócio de fornecimento de serviços que
contabilizou vendas na ordem dos 10,2 mil milhões de dólares. A gigante de
informática tem vindo a acrescentar novas máquinas e ofertas de serviços, bem
como a efectuar aquisições, de forma a colmatar algumas lacunas no seu
portfólio.

As receitas obtidas com o software aumentaram oito por cento, para os
3,1 mil milhões de dólares. A linha de programas WebSphere, utilizados para correr grandes sites de comércio
electrónico, aumentou as vendas em 14 por cento. As receitas oriundas da
comercialização do software DB2 de bases
de dados cresceram 22 por cento.

Actualmente, a IBM é a segunda maior produtora de software do mundo, em
termos de receitas, ficando apenas atrás da Microsoft. Em Fevereiro, a
companhia adquiriu a Rational Software, responsável pelo desenvolvimento de
ferramentas para a criação de programas, por 2,1 mil milhões de dólares.

As vendas de hardware desceram um por cento para os 5,8 mil milhões de
dólares. Apesar das vendas de servidores Intel e Unix terem aumentado, o
número de mainframes comercializados diminuiu. Segundo a IBM, os
clientes decidiram esperar pelo lançamento do próximo modelo da firma,
chamado T-Rex, que deverá estar disponível ainda este trimestre. Segundo
alguns analistas, este computador será capaz de realizar 450 milhões de
instruções por segundo, pelo menos 33 por cento mais do que os actuais topos
de gama desta linha de servidores da fabricante.

No continente americano, as vendas subiram cinco por cento para os 8,6 mil
milhões de dólares, ao passo que na região que engloba a Europa, Médio
Oriente e África, as vendas cresceram 23 por cento para os 6,3 mil milhões de
dólares. Por seu lado, a região Ásia Pacífico assistiu a um aumento de 14 por
cento para os 4,5 mil milhões de dólares. Em termos de previsões, a IBM
espera obter em 2003 um lucro médio de 4,32 dólares por acção com base em
vendas de 87,8 mil milhões de dólares, indo assim de encontro às estimativas
dos analistas.

Notícias Relacionadas :
2003-02-24 - IBM
conclui compra da Rational Software

2002-10-03 - IBM
concretiza aquisição da PwC Consulting

2002-08-14 - IBM
confirma maior vaga de despedimentos da última década

2002-04-19 - IBM,
Microsoft, Sun e Compaq divulgam resultados financeiros do trimestre

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.