De acordo com Fabio Panetta, membro do Conselho Executivo do Banco Central Europeu (BCE), a Europa deve estar preparada para a introdução do Euro digital para complementar os pagamentos feitos em dinheiro físico. “Devemos estar preparados para emitir o Euro digital assim que as condições à nossa volta o tornem necessário”, enfatiza o responsável, indicando que o momento para fazer esta preparação é agora.

No website oficial do BCE, Fabio Panetta afirma que a digitalização está cada vez mais presente em todos os aspetos da nossa vida e a forma como fazemos pagamentos não é uma exceção, com o futuro a caminhar para o “cashless”.

Um pouco por todo o mundo, os bancos centrais estão a questionar-se se deveriam começar a emitir moedas digitais. Para dar resposta à questão, vista por Fabio Panetta como “fundamental e urgente”, o BCE lançou um novo relatório onde apresenta a avaliação do impacto socioeconómico, estratégico e tecnológico que a introdução do Euro digital teria.

O estudo argumenta que, além de se constituir como uma alternativa aos pagamentos tradicionais, o Euro digital seria essencial em vários cenários. Por exemplo, caso surgisse uma forma de pagamento digital pública ou privada, que fosse emitida e controlada fora da Zona Euro, e que ameaçasse a estabilidade financeira ou até mesmo a soberania financeira e monetária da Europa.

Porém, o BCE reconhece que a introdução do Euro digital também traz desafios: desde a privacidade dos cidadãos ao receio de que a moeda digital possa dificultar a atividade bancária ou gerar instabilidade em tempos de stress financeiro.

“Para enfrentarmos estes desafios precisamos de ter em mente que o valor do dinheiro, seja na forma tradicional ou digital, assenta na confiança dos cidadãos”, afirma Fabio Panetta, acrescentando que a aceitação por parte do público é crucial.

Para já, o BCE vai abrir uma consulta pública a 12 de outubro para “ouvir as pessoas e perceber as suas necessidades, preferências e receios em relação ao Euro digital”, sublinha o responsável. O feedback recebido por parte do público e de investidores interessados, assim como as discussões com os representantes europeus de cada país, vai guiar o trabalho do banco, que fará, depois uma série de testes experimentais.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.