A notícia é avançada pela Bloomberg. Entretanto, o jornal britânico Financial Times adianta que a operação da empresa asiática com a Symantec pode ser anunciada já esta quarta-feira, mas a aquisição  de mais de 15 mil milhões de dólares ainda não está fechada e pode não chegar a ser finalizada.

Perante estas notícias, as ações da Symantec dispararam 22% na negociação após o fecho da sessão regular em Wall Street. Em termos de números, e tendo em conta a cotação de fecho do ontem, a empresa com sede nos Estados Unidos tem uma capitalização bolsista de 13,7 mil milhões de dólares. No after hours, as ações da Broadcom caíram 4%.

Caso este negócio venha a ser concretizado, a Broadcom volta a crescer por aquisições depois de Donald Trump bloquear a oferta que a empresa tinha colocado em cima da mesa para comprar a fabricante de chips norte-americana Qualcomm em 2018. Já depois do veto de Trump, a Broadcom comprou a empresa de software CA por 16 mil milhões de dólares.

A Symantec é a maior fabricante mundial de software de segurança, disponibilizando produtos e serviços para mais de 350 mil organizações e 50 milhões de pessoas, de acordo com seu relatório anual de 2018.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.