A Caixa Geral de Depósitos está a cobrar desde o dia 19 de fevereiro uma taxa de 52 cêntimos por cada transferência interbancária nacional feita através da Internet. O valor aplica-se a todas as transações, entre bancos, que movimentem menos de 100 mil euros.

De acordo com a Lusa a aplicação da comissão estava prevista para entrar em vigor no dia 1 de janeiro de 2014, mas a CGD só começou a cobrar o valor em meados de fevereiro, como confirmou fonte do banco. O valor de 52 cêntimos desdobra-se em 50 cêntimos de comissão e dois cêntimos de imposto de selo.

A Caixa Geral de Depósitos, banco público português e uma das maiores entidades financeiras a operar no país, junta-se assim ao BCP e ao Santander Totta na cobrança de taxas por transferências online.

O BPI continua sem cobrar uma taxa por transferências através de homebanking em valores inferiores a 100 mil euros, sendo que o Banco Espírito Santo (BES) não aplica nenhuma comissão sobre transferências de qualquer valor.

Escreve o Jornal de Negócios que a aplicação de taxas a operações feitas através da Internet é uma forma de os bancos conseguirem minimizar algumas das perdas financeiras que têm sentido ao longo dos últimos anos.

As transferências nas caixas de Multibanco continuam isentas de qualquer taxa.


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.