A Comissão Europeia anunciou hoje que vai alargar o prazo de análise aos parâmetros da compra da DoubleClick por parte do Google. Ao invés de anunciar a sua decisão a 26 de Outubro, como estava inicialmente programado, a CE agendou para dia 13 de Novembro deste ano a data da conclusão dos inquéritos a efectuar no âmbito da investigação.



Por norma, a comissão tende a alargar prazos de investigação em dez dias úteis sempre que é necessária a jurisdição de uma autoridade nacional de regulação da concorrência ou nos casos em que as empresas visadas nos processos garantem soluções para os problemas levantados ao longo da investigação.



Neste caso foi a segunda hipótese que acabou por acontecer, já que a Google ofereceu-se para rever algumas características do negócio com DoubleClick que possam diminuir os riscos identificados pela Comissão Europeia para a privacidade dos cidadãos europeus.



A avaliação ao negócio Google/DoubleClick está sobretudo relacionado com o volume de dados privados de utilizadores a que a Google vai ter acesso ao cruzar a sua informação com a da DoubleClick.



Tal como foi acima referido, o Google já se comprometeu a modificar o período de retenção de dados gerados pelos utilizadores. Se antes a informação ficava arquivada por um período compreendido entre 18 e 24 meses, com a proposta da empresa esse prazo é reduzido para entre 12 a 18 meses.



Notícias Relacionadas:

2007-10-11 - CE decide em 2008 possíveis infracções à privacidade na retenção de dados de pesquisa

2007-09-24 - CE decide sobre negócio Google/DoubleClick até final de Outubro

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.