O número de telemóveis equipados com câmara vendidos este ano perfazem 48 por cento do total de telefones móveis vendidos, um número que deverá ascender até aos 81 por cento no final desta década. De acordo com a consultora Gartner, as vendas de telemóveis com câmara quase triplicou desde 2004, chegando este ano aos 460 milhões de unidades comercializadas em todo o mundo, o que corresponde a um aumento de 43 por cento face ao ano passado.



Se a tendência se mantiver estima-se que em 2010 as vendas deste tipo de telemóveis atinjam os mil milhões de equipamentos.



As câmaras são, de acordo com a Gartner, "uma ferramenta que os utilizadores esperam encontrar nos novos aparelhos, independentemente de estarem interessados em usá-las ou não". As características "de alta qualidade das fotografias tiradas com os telemóveis permitem que os utilizadores possam ver as imagens nos computadores, imprimirem ou publicarem directamente a partir do telemóvel nos seus blogs ou em serviços como o Flickr", justifica Carolina Milanesi, analista da consultora.



A qualidade das câmaras e alta resolução das fotografias tiradas com os telemóveis continuará a ser uma das metas dos fabricantes uma vez que, cada vez mais, os utilizadores vão utilizar na compra de um telemóvel os critérios de selecção aplicados na aquisição de uma máquina fotográfica digital.



Paralelamente, o tamanho dos equipamentos será outro factor que irá acompanhar as tendências o que já levou alguns fabricantes a adoptarem soluções alternativas no desenvolvimento dos dispositivos, utilizando novos materiais, que permitam criar máquinas capazes e de tamanho reduzido.



Nos últimos três anos o mercado tem sido dominado pelas vendas de telemóveis com câmaras de um megapixel, o que irá totalizar 51 por cento do total de dispositivos móveis vendidos em 2006. Em 2007 a Gartner prevê que mais de metade dos equipamentos disponham de câmaras com um ou dois megapixeis.



Na Europa Ocidental, o principal mercado destes equipamentos, as vendas destes dispositivos irão atingir os 122 milhões este ano, mais 28 por cento que no ano passado, com o requisito mínimo de resolução das câmaras a fixar-se nos 1,3 ou dois megapixeis, diz a consultora. Em 2007 o requisito mínimo passará a ser de cinco megapixeis, indica o mesmo documento.



Este ano a América do Norte, o segundo maior mercado, atingirá as 106,8 milhões de unidades vendidas, mais 41 por cento do que em 2005, seguida da região Ásia-Pacífico, onde as vendas chegarão aos 106,7 milhões de unidades.



A consultora salienta que no Japão a venda de telemóveis com câmara representará 95 por cento do total de equipamentos vendidos em 2007, altura em que registará a maior taxa de penetração. Nos últimos doze meses tem existido uma menor procura por equipamentos sem câmara no mercado nipónico, o que tem funcionado como um incentivo para os fabricantes que passam a incluir estes modelos nos seus portfolios.



Estima-se que até 2010 a Europa Ocidental iguale o nível de penetração do Japão esperando-se que o número de telemóveis com câmara vendidos se eleve a 93,6 por cento do total, seguida da América do Norte onde atingirão os 93,4 por cento.

Notícias Relacionadas:

2006-10-23 - Mercado global de telemóveis cresce 7,9 por cento no terceiro trimestre

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.