A Compaq acaba de divulgar os resultados financeiros para o terceiro trimestre deste ano, apresentando perdas na ordem dos 499 milhões de dólares (559 milhões de euros ou 112 milhões de contos). Este valor passa a 120 milhões de dólares (134 milhões de euros ou 27 milhões de contos), ou 7 cêntimos por acção (0,78 euros ou 157 escudos) se excluirmos os 379 milhões de dólares (425 milhões de euros ou 85 milhões de contos) em prejuízos resultantes do investimento na CMGI.



Os prejuízos agora apresentados representam uma quebra muito acentuada já que no ano anterior, em período homólogo, o fabricante registou 557 milhões de dólares de lucros (624 milhões de euros ou 125 mil contos), cerca de 30 cêntimos por acção (0,33 euros ou 67 escudos).



A empresa refere ainda que o valor das vendas caiu para 7,5 mil milhões durante este período(8,4 mil milhões de dólares ou 1,6 milhões de contos), enquanto no ano anterior as receitas ascenderam a 11,2 mil milhões de dólares (12,5 mil milhões de euros ou 2,5 milhões de contos). Estes valores devem-se, segundo a Compaq, à dificuldade de expedição dos equipamentos sentida no seguimento dos ataques a 11 de Setembro, à diminuição da procura e à consequente baixa de preços no mercado. Na realidade, a Compaq tem vindo a perder terreno para a empresa concorrente Dell, que tornou os preços dos seus produtos cada vez mais competitivos.



Segundo um estudo de mercado realizado pela Gartner Dataquest, citado pela Reuters, a quota de mercado da Compaq recuou de 13,4 por cento para 10,4 por cento, valor registado no terceiro trimestre deste ano, enquanto que a Dell subiu de 11 por cento, registados no terceiro trimestre 2000, para 13,8 por cento este ano.



O segmento de mercado de computadores pessoais da Compaq perdeu 248 milhões de dólares (278 milhões de euros ou 55,7 milhões de contos) neste trimestre, refere ainda o comunicado. Isto significa que as receitas de PC relativas a este período, no valor de 3,26 milhões de dólares (4 milhões de euros ou 809 mil contos), registaram um decréscimo de 42 por cento dos 5,6 milhões de dólares (6,2 milhões de euros ou 1,2 milhões de contos) conseguidos em período homólogo no ano passado.



Esta é a primeira vez que a Compaq apresenta resultados desde que foi anunciada a fusão com a Hewlett-Packard. Note-se que o valor inicial do negócio era de 25 mil milhões de dólares (28 mil milhões de euros ou 5,6 mil milhões de contos), mas a descida das acções fez também descer o valor previsto da transacção para 19,3 mil milhões (21 mil milhões de euros ou 4,3 mil milhões de contos).

Notícias Relacionadas:

2001-09-04 - Hewlett-Packard e Compaq anunciam fusão

2001-07-11 - Compaq anuncia despedimentos e baixa previsões de resultados do segundo trimestre

2001-03-16 - Compaq não atinge expectativas e despede 5.000

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.