A compra da Nest, que desenvolve termostatos inteligentes, já o tinha provado e a aposta na Dropcam volta a apontar no mesmo sentido. A nova empresa do universo Google desenvolve soluções de videovigilância para o lar, que podem ser ligadas a smartphones Android e iOS.


Permite ao utilizador o acesso à casa de forma remota em tempo real, ou mesmo a gravação de sequências de imagens durante períodos que podem ir até aos 30 dias.


A polémica política de gestão de dados pessoais da Google é uma questão que se coloca sempre que uma nova aquisição é anunciada pela empresa. Para clarificar o tema e evitar receios, a Dropcam já garantiu que vai seguir a política de privacidade da Nest, onde se prevê que os dados dos clientes não sejam partilhados com qualquer outra empresa, Google incluída.


A Nest confirmou o negócio mas não avançou o valor da operação. Os 555 milhões de dólares (cerca de 408 milhões de euros) são uma estimativa apontada pela imprensa especializada. Pela Nest a Google tinha pago 3,2 mil milhões de dólares.



A compra da Dropcam tinha sido indicada ainda no final de maio, mas na altura não foi confirmada nem existiam dados relativamente aos valors envolvidos.

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.