Muitas PME estão em risco devido às medidas impostas pelo Governo para combater a pandemia de coronavírus, sobretudo aquelas que têm negócios abertos ao público para venda de bens, e que têm de fechar portas. Para colmatar esse efeito, os CTT, em cooperação com o Ministério da Economia e Transição Digital, estão a lançar novos serviços e condições especiais para apoiar as Pequenas e Médias Empresas, de forma a apoiar a sua sustentabilidade.

Nesse sentido, a partir de hoje está disponível o serviço Criar Lojas Online, uma oferta direcionada às PME ligadas ao retalho e venda de bens físicos. As empresas passam assim a criar lojas online com grande facilidade para continuarem o seu negócio através da Internet.

O novo serviço, disponibilizado em parceria com a startup Shopkit, pode ser subscrito no website dos CTT. As empresas podem assim construir uma loja online com ferramentas simples e intuitivas. Os CTT garantem depois as diferentes soluções de distribuição das encomendas aos clientes. Segundo é explicado, as empresas não necessitam de conhecimentos técnicos para desenvolver websites, pois o kit tem todas as ferramentas para criar uma página de negócio intuitiva. Além disso, as empresas podem aceder a apoio técnico por chat, email e telefone, caso tenham dúvidas na sua criação.

Para além dos serviços de expedição, as empresas podem também aceder a soluções de logística, assim como oferta de pagamentos, para que reúnam todas as questões do negócio num único parceiro na sua loja digital. Isso inclui igualmente a devolução de bens. Os CTT afirmam que a disponibilização do serviço será gratuito até ao dia 30 de abril. Em alternativa, os CTT também criaram novas condições para as PME acederem ao Marketplace Dott, criado em parceria com a Sonae, apresentando alguns benefícios especiais. Todas as operações feitas na plataforma estão isentas de comissões para as novas empresas que aderirem ao serviço até 30 de abril.

Segundo é explicado pelos CTT, o Dott é um shopping online que opera em modelo marketplace puro, trabalhando com o catálogo e stocks das empresas vendedoras para apresentar os produtos aos seus clientes. Com uma equipa dedicada a ajudar as empresas a vender online o mais rapidamente possível, é possível que todo o processo se possa concluir em apenas 20 minutos.

A empresa alerta ainda que tomou medidas de segurança devido ao coronavírus. Durante este período foram cancelados os sistemas de assinatura nos terminais dos carteiros durante as entregas das encomendas. Os profissionais vão evitar o contacto direto com as pessoas durante as suas entregas.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.