Tal como sucedeu no ano letivo anterior, Universidade da Beira Interior, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade de Coimbra, Instituto Superior Técnico, Faculdade de Ciências e Tecnologia da Universidade Nova de Lisboa e a Universidade do Minho são algumas instituições que ainda continuam com vagas por preencher em cursos ligados às TIC, após a segunda fase de acesso.

O mesmo acontece, e de forma mais acentuada, em politécnicos como a Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Águeda, a Escola Superior de Tecnologia e de Gestão do Instituto Politécnico de Beja, Escola Superior de Tecnologia e de Gestão de Bragança ou a Escola Superior de Tecnologia de Castelo Branco.

O curso com mais lugares ainda vazios é o de Engenharia Electrotécnica do Politécnico de Lisboa, com 105 vagas por ocupar.

Estas instituições podem agora decidir se abrem ou não vagas para uma terceira fase do concurso, cuja lista de vagas será conhecida a 2de Outubro. O período de candidaturas prolonga-se pelos quatro dias seguintes, sendo que os resultados são conhecidos a 10 de outubro.

De acordo com os dados publicados esta quinta-feira pela Direcção-Geral do Ensino Superior (DGES), na segunda fase do concurso nacional de acesso ao Ensino Superior sobraram 9.000 lugares no geral, tendo sido colocados um total de 10.492 alunos.

Os números comparam com os 11.486 estudantes colocados, nesta fase do processo, há um ano atrás (mais 8,7%).

Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.