Associações da indústria da música e da tecnologia anunciaram ter chegado a
acordo sobre direitos de autor no vídeo e na música, dando tréguas à disputa
que há muito opunha Hollywood a Silicon Valley.



Mediante o acordo estabelecido, as grandes empresas da área da
tecnologia - entre as quais a Microsoft, a IBM, a Intel
e a Dell Computer - propõem-se
combater os esforços do Congresso para alterar as leis norte-americanas de
modo a que se alarguem os direitos dos consumidores, dando-lhes permissão
para efectuarem cópias de backup dos DVDs para utilização pessoal ou
copiar músicas para dispositivos portáteis. Ao mesmo tempo, prometem
intensificar esforços no combate à pirataria digital.



Em troca, a indústria discográfica concordou em ir contra às
exigências governamentais de obrigar à introdução de mecanismos de
bloqueamento nas futuras gerações de dispositivos de entretenimento para que
a partilha de ficheiros áudio e vídeo seja dificultada. As empresas de
tecnologia queixam-se que os controlos são demasiado dispendiosos e
complexos.



O acordo foi negociado entre a Recording Industry Association of America (RIAA), a Business Software Alliance e o Computer Systems Policy Project,
segundo o noticiado pela Associated
Press
. A Motion Picture
Association of America
recusou juntar-se às conversações, uma vez que
apoia as exigências do governo para a integração de mecanismos de controlo
em novos dispositivos, como os gravadores de DVD.



Notícias Relacionadas:

2002-11-26 - Tentativas de impedimento à troca de ficheiros online
revelam-se inúteis


2002-08-22 - Indústria discográfica suspende processo contra ISPs
norte-americanos


2002-07-04 - Companhias discográficas reforçam luta contra os serviços
online de partilha de ficheiros

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.