As empresas portuguesas parecem estar conscientes de que, apesar dos enormes benefícios que a Web oferece às organizações, a sua utilização acarreta grandes problemas de segurança e que é necessário assegurar a integridade e a disponibilidade dos sistemas de informação, mesmo tendo em conta a complexidade e nível de exigência desta tarefa. Esta é um,a das conclusões retiradas do último inquérito elaborado aos membros do Painel
eBusiness
da IDC Portugal.

Nos últimos cinco anos esta área tem vindo a assumir uma maior importância junto das organizações nacionais, admitindo 45 por cento dos respondentes ao inquérito que dão agora mais importância à segurança informática e das telecomunicações enquanto 42 por cento responderam que conferem a esta área "muito maior importância".

A comprovar o empenho das organizações portuguesas está o facto de que dois terços (71%) dos participantes neste inquérito terem afirmado que os investimentos na área da segurança informática irão aumentar em 2003, sendo que apenas 23 por cento responderam que estes irão manter-se e ninguém admitiu reduzir os gastos neste sector. A
atitude das empresas portuguesas assemelha-se assim à das companhias dos
outros países mais desenvolvidos que estão a dedicar uma fatia substancial do
seu orçamento à segurança das tecnologias da informação.

Apesar de quase todos os participantes do Painel considerarem que os seus
sistemas são pouco vulneráveis, cerca de um quarto afirma que não possui uma
estratégia centrada na continuidade do negócios, para além de não utilizar
sistemas de administração, autenticação e autorização. Em relação a sistemas
mais complexos, como por exemplo a biometria ou smart cards, as
respostas positivas não atingem os 25 por cento. Já o software anti-vírus e os
firewalls são usados por quase 100 por cento dos inquiridos.

Notícias Relacionadas:
2002-12-28 - IDC
analisa outsourcing em Portugal

2002-12-13 - IDC
prevê ataque ciberterrorista para 2003

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.