A ERP Portugal passou a estar licenciada para fazer a gestão de resíduos de pilhas e acumuladores, actividade que passa a acumular com a de gestão de resíduos de equipamentos eléctricos e electrónicos.



Com a obtenção da licença a empresa consegue ampliar as áreas de intervenção no mercado português, uma ambição antiga da estrutura que integra a plataforma internacional European Recycling Platform, fundada em 2002.



A licença foi conseguida junto da Agência Portuguesa do Ambiente ao abrigo da Directiva Comunitária n.º 2006/66/CE, em vigor no ordenamento jurídico português desde Janeiro do ano passado.



"Este é mais um passo na estratégia da ERP para aumentar, também em Portugal, a concorrência entre Sistemas Integrados de Gestão (SIG) de resíduos, de modo a que não existam monopólios nesta área", defende Ricardo Neto, director-geral da ERP Portugal.



A plataforma europeia que a ERP Portugal - fundada pela Electrolux, Hewlett Packard Portugal, Procter & Gamble e Sony Portugal - integra, já recolheu um total de mais de 790 mil toneladas de REEE (Resíduos de Equipamentos Eléctricos e Electrónicos), na Europa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.