O Facebook não se transformará numa empresa cotada em bolsa antes de finais de 2012. A garantia foi dada por um dos administradores da empresa que gere a rede social mais popular do mundo, um investidor de capital de risco que também esteve ligado à criação do PayPal.



O momento da dispersão de capital do Facebook em bolsa é aguardado com expectativa pelos investidores, mas os responsáveis garantiram que o movimento não acontece, nem neste, nem no próximo e mesmo 2012 não é ainda uma certeza absoluta. Tudo dependerá da empresa conseguir, ou não, atingir determinados objectivos de receita e de como conseguirá desenvolver o seu modelo de negócios.



Peter Thiel frisou à Reuters que a receita de sucesso que a Google parece ter ensinado ao mercado é que a chegada ao mercado de capitais pode acontecer bastante tarde.



O Facebook nasceu em 2004, altura em que foi criado por Mark Zuckerberg e alguns amigos estudantes de Harvard. A ideia começou por ser a de promover a comunicação entre colegas. Seis anos depois a rede de utilizadores da plataforma social mais usada em todo o mundo já ultrapassa os 500 milhões.



Em Junho, quando a Elevation Partners, fundo participado por Bono Vox dos U2, adquiriu 120 milhões de dólares em acções da empresa actualizaram-se as contas ao valor da companhia. Atingia na altura qualquer coisa como 19 mil milhões de dólares.



Dados de analistas, não confirmados, apontam ainda que em 2009 o Facebook terá facturado 645 milhões de euros.



Nota da Redacção: Foi corrigida uma gralha no nome do fundador do Facebook.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.