O sector tecnológico está a sentir os efeitos da pandemia de coronavírus em diversas frentes. A redução na produção tem vindo a diminuir os seus stocks, além da limitação da logística pelas baixas de funcionários que têm de ficar em casa devido ao contágio. Também os eventos têm sido cancelados ou alterados para versões digitais. E tudo isso tem causado uma enorme incerteza aos investidores em Wall Street, o que está a desvalorizar as empresas na bolsa.

Segundo avança a CNBC, as cinco grandes empresas tecnológicas: Amazon, Apple, Alphabet, Facebook e Microsoft somaram uma desvalorização de 416,63 mil milhões de dólares na bolsa. Esta é a segunda vez que as empresas afundam esta semana, depois de na segunda-feira terem somado igualmente uma desvalorização de 320 mil milhões de dólares e recuperado um pouco nos dois dias seguintes.

Esta quinta-feira, todas elas registaram um decréscimo de valor quase na casa dos dois dígitos, sendo a Apple a que mais desceu: 9,88%. Segue-se a Microsoft com 9,48%, o Facebook com 9,30%, a Alphabet 8,2% e a Amazon 7,98%. Os investidores estão expectantes sobre o desenrolar dos negócios e como o receio das pessoas poderá afetar o seu consumo, o que está a contribuir para uma recessão na economia. É referido que os principais índices estão a registar quebras semelhantes ao crash do mercado em 1987, a chamada segunda-feira negra.

De recordar que o coronavírus já provocou um prejuízo de cerca de 500 mil milhões de dólares na economia dos eventos da indústria da tecnologia. O Mobile World Congress (MWC) é, por si só, responsável por uma queda de cerca de 480 milhões de dólares. E isto são dados da semana passada, antes do cancelamento da E3, GDC e outros eventos tecnológicos espalhados pelo mundo. Mas incluem o cancelamento da Google I/O e o Facebook F8, eventos que têm impacto na economia das cidades onde são realizados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.