Durante 2020, devido à pandemia de COVID-19, que obrigou a medidas de confinamento, que têm vindo a estender-se neste início de 2021, o comércio online cresceu. Referindo números da INE/Eurostat para Portugal, a fabricante traçou o crescimento do comércio online, dos 28% registados em 2010, subindo 51% em 2019, num período pré-pandemia. E se em 2020 se projetava um aumento de 54% numa situação normal, a COVID-19 acelerou o crescimento para «57%. E olhando para o futuro, projetando-se uma época pós-pandemia, em 2025 espera-se agora um crescimento de 74%, contra os 66% da linha normal se não tivesse ocorrido a doença.

Estas projeções motivaram a Huawei a apanhar a boleia da mudança dos hábitos de consumo dos portugueses, mais focados para o online e vai lançar no dia 24 de abril a sua primeira loja virtual. A fabricante pega mais uma vez nos números estatísticos, desta feita da IDC, para dizer que 73% dos portugueses admitiram ter feito compras online, numa média de três vezes por mês e 43% admite tê-lo feito mais de cinco vezes. E que os produtos mais procurados no espaço online são os equipamentos móveis (47%), informáticos e eletrónicos (40%).

Antes de revelar os seus planos para o canal online, a Huawei destaca que a sua única loja física em Portugal, a Huawei Experience Store do Colombo, reabre esta segunda-feira, conforme os planos de desconfinamento decretados pelo governo. Mas até ao final do ano, a empresa planeia abrir mais duas lojas físicas.

Mas as atenções estão agora viradas para a sua loja online, que vai abrir entre o final de abril e início de maio (data certa ainda por confirmar). Tem como objetivo estar ainda mais perto das pessoas, clientes e utilizadores, servindo como uma montra virtual para que se possa conhecer melhor os seus produtos e serviços, e claro, encomendar e comprar.

A loja online está assente em cinco pilares estratégicos que vão reger as suas operações. A primeira é o destaque do consumidor, o estar mais perto para responder às suas necessidades, além da possibilidade de criar benefícios únicos através do canal. Em segundo lugar, pretende oferecer uma imagem uniforme, ou seja, criar uma experiência “premium 360” para os seus consumidores, seja qual for o touchpoint. Em terceiro lugar diz respeito à disponibilidade 24/7, respondendo às necessidades impostas pelo isolamento em segurança, a loja estará sempre disponível aos seus clientes.

O quarto pilar diz respeito à informação dos produtos da Huawei, assim como serviços, campanhas, assistência técnica, esclarecimento de dúvidas através da área da comunidade, e outras iniciativas num formato One-Stop-Shop. Por fim, a Huawei destaca a comunicação personalizada, utilizando a plataforma de ecommerce da empresa para ajudar os seus clientes a complementar e melhorar a experiência com novos produtos e serviços.

Segundo foi referido ao SAPO TEK, esta loja online será totalmente independente das lojas físicas, com stock próprio de produtos, e sem interação com entre si. Ou seja, não será possível comprar online e levantar na loja, por exemplo, como nos foi explicado. No entanto, a Huawei refere algumas das suas vantagens, entre elas a entrega entre 1 a 3 dias úteis em Portugal, sem qualquer taxa de transporte.

Nas compras feitas online, os clientes têm 14 dias para fazer a devolução dos produtos, seja através de pickup ou dropoff, disponíveis em 700 pontos de recolha. Relativamente ao pagamento, oferece diferentes modos seguros, destacando a parceria com o MB Way, que está disponível na Huawei App Gallery.

Os planos da Huawei para a loja online são bastante ambiciosos e a empresa disse que espera até ao final do ano, que 20% do total de vendas até ao final de 2021 sejam feitas no seu website de vendas. Para tal conta com algumas medidas importantes. Em primeiro, todos os produtos disponíveis nas lojas físicas e à venda em Portugal vão estar também no catálogo online.

Depois da abertura da loja online, todos os futuros produtos vão estar primeiro disponíveis neste canal, e só passados alguns dias nas restantes lojas. E os primeiros produtos com lançamentos em primeira-mão são o Huawei Watch Fit Elegant e o Huawei Band 6, ambos a chegarem às lojas em maio. Por outro lado, vai ter dois produtos exclusivos, que não vão ser encontrados em outros canais: o Huawei Band 6 Laranja e o Huawei Freebuds 4i Vermelhos. Afirma ainda que vai ter campanhas exclusivas, com descontos agressivos, bundles de produtos com preços mais aliciantes.

Na sua campanha de lançamento, quem se registar na loja recebe um voucher de até 100 euros para a sua primeira compra online. Há ainda um presente surpresa no valor de 70 euros para as primeiras 1.000 compras. A empresa vai ainda lançar um Unboxing Challenge, uma competição que dá a oportunidade de vencer um Huawei Mate Xs. Basicamente, depois de efetuada a compra do produto online, os utilizadores podem mandar o respetivo unboxing para a área de comunidade e o mais criativo ganha o prémio. A Huawei refere que a sua comunidade portuguesa foi uma das que mais cresceu na Europa, figurando entre o top 3.

Respondendo aos esclarecimentos, a Huawei refere que há muito pretendia abrir uma loja online, à imagem de outros países, mas que a situação pandémica acelerou o processo, para poder responder com maior eficácia aos seus clientes. Previsto para os meses de maio/junho, além do website, a empresa conta ter uma aplicação para smartphones. Os planos da empresa passam por integrar a loja, o suporte técnico e a comunidade na app. No entanto, quando for lançada, a primeira versão ainda não tem a loja integrada, esclarece a empresa.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.