Até Julho de 2003 deverá estar pronto e a funcionar um novo supercomputador da IBM, vendido ao Serviço Nacional de Meteorologia dos Estados Unidos (integrado na NOAA - National Oceanic and Atmospheric Administration) num negócio avaliado em mais de 200 milhões de dólares (213 milhões de euros). A máquina vai ser gerida pela divisão de Serviços Globais da IBM, mantendo-se nas instalações da empresa, e os seus 2.572 processadores servirão para fazer as previsões nacionais do serviço do tempo.

De acordo com a IBM e a NOAA, este novo sistema vem aperfeiçoar os detalhes e a exactidão das previsões através de modelos mais avançados e da incorporação de mais dados. Os responsáveis garante que consegue fazer a previsão do tempo para duas semanas, ao contrário do actual sistema que só prevê uma.

O novo sistema de previsão do tempo terá um desempenho de setecentos mil milhões de cálculos por segundo, em comparação com os 150 mil milhões da actual máquina, também modelo da IBM.

O contrato celebrado entre a IBM e a NOAA começa com um prazo de três anos mas inclui a opção de se poder estender até 2009. Se isso acontecer, a IBM vai receber por este negócio mais de 200 milhões de dólares (213 milhões de euros).

Segundo dados da NOAA, se tudo correr bem, a máquina final terá 48 vezes mais poder de computação que o sistema actual.

Notícias Relacionadas:

2002-04-02 - IBM, Sony e Toshiba juntas no desenvolvimento de processadores


2001-10-12 - Novos processadores da IBM vão consumir menos energia

2001-09-06 - IBM e eBay estabelecem acordo

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.