O software B2B pode ser uma daquelas lembranças que queremos apagar relativamente ao ano de 2001, mas a IBM afirma que vai investir novamente neste mercado através de uma aliança com o fabricante programas B2B Ariba. O acordo consiste na oferta por parte da IBM do software de aquisição Quick Start da Ariba como pagamento por serviços realizados na Internet.



O programa em questão permite às empresas ligarem-se aos seus fornecedores para comprarem artigos necessários ao seu funcionamento a um custo mais baixo do que aquele pedido no processo tradicional.



Os fornecedores de software B2B surgiram em 1999 com a promessa de poupar milhares de milhões de dólares às empresas, utilizando uma ligação aos fornecedores onde poderiam adquirir bens com desconto na Web, chegando a representar uma ameaça às grandes indústrias do sector, desde os fabricantes aos distribuidores. No entanto, o rebentar da bolha das dot.com gorou também as expectativas de crescimento de muitas destas empresas.



Paul Boula, representante da IBM, garante que o conceito do software B2B subjacente não está liquidado. "Continuamos a dedicar-nos ao business to business principalmente porque os nossos clientes assim o exigem", adiantando que as empresa já não desejam fazer parte de grandes marketplaces online, mas continuam a querer comprar via Internet.



Apesar do mau momento, a empresa de consultoria norte americana Towers Perrin, segundo a agência de notícias Reuters, é uma das utilizadoras do novo serviço da IBM. Segundo John Hays, responsável da Towers Perrin, a empresa gasta centenas de milhar de dólares em equipamentos de escritório distribuídos por 60 fornecedores diferentes o que é extremamente difícil de controlar. Mas, com o software da Ariba os fornecedores passaram para apenas um, o que fará com que a empresa poupe entre 20 por cento a 35 por cento nos seus custos anuais em compras. "Esperamos economizar um excesso de 80 milhões de dólares (18 milhões de contos ou 90,08 milhões de euros) em cinco anos" salientou John Hays.



De acordo com dados fornecidos pela International Data Corporation perpectiva-se que, até ao final de 2001, as empresas tenham gasto 4,5 mil milhões de dólares (1 milhão de contos ou 5,07 milhões de euros) apenas em software de aquisição baseado na Web. Segundo Paul Boula, as empresas que gerem o serviço, podem assim ter algum lucro em cada transacção ou através de uma taxa mensal para a utilização do software.



Notícias Relacionadas:

2001-05-31 - Governo americano lança e-marketplace de B2B com apoio da IBM

2001-01-29 - Ariba vai comprar Agile Software por 545 milhões de contos

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.