No âmbito da política de controlo e redução de custos a Vodafone vai colocar em outsourcing a área de desenvolvimento de aplicações e serviços de manutenção TI. A decisão, que afecta a generalidade das subsidiárias do grupo, estende-se também a Portugal que juntamente com Espanha, República Checa, Austrália, Nova Zelândia, Portugal, Irlanda e Grécia terão como parceiro tecnológico a IBM.



Parte dos acordos entram em vigor já no início de 2007, mas a Vodafone Portugal optou por integrar uma segunda fase do projecto de externalização daquelas áreas de actividade e fonte da operadora explica ao TeK que o acordo com a IBM não deverá começar a produzir efeitos antes de finais do próximo ano.



Até lá, cada país irá desenhar um plano detalhado de operacionalização da parceria com o outsourcer, que em algumas operações será a EDS. A Vodafone mantém o controlo das operações, enquanto o parceiro tecnológico se encarrega da criação de código e da manutenção dos sistemas de billing e das aplicações de relacionamento com o cliente.



Dados anteriormente fornecidos pela Vodafone indicavam que no anterior ano fiscal a empresa gastou 837 milhões de euros nesta área. Com base nos números prevê-se que o outsourcing permita atingir poupanças de 25 a 30 por cento em 3 a 5 anos.



Notícias Relacionadas:

2003-06-06 - BCP negoceia acordo de outsourcing de sistemas de informação com IBM

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.