A IBM poderá em breve figurar da lista de empresas na mira das autoridades da concorrência europeias. A empresa está no centro de uma queixa entregue em Bruxelas pela T3 Technologies, fabricante americana de mainframes, que a acusa de práticas responsáveis pelo extermino da concorrência naquele mercado e abuso da sua posição dominante.

Segunda a acusação, a IBM deixou desde 2007 de vender o seu software a terceiros e passou a inclui-lo em regime de exclusividade nos seus produtos. A empresa americana diz-se lesada com a medida que deixa sem hipótese os clientes e ameaça o seu negócio e diz que por isso até já teve de encerrar actividade nos Estados Unidos.

O mercado americano foi aliás o primeiro a receber uma queixa da T3, que se mantém em análise pelos reguladores. Na Europa a empresa sublinha que ainda há dois anos mantinha escritórios em duas cidades e mais de duas centenas de clientes.

A T3 também recorda que em 2007 a Comissão Europeia tinha começado a investigar a postura da IBM no mercado de mainframe, na sequência de uma queixa semelhante apresentada pela Platform Solutions. Esta empresa acabou por ser adquirida pela IBM e depois disso retirou a queixa.

A notícia foi avançada pelo Finacial Times que apontava o dia de hoje como altura em que a queixa dará entrada nos gabinetes europeus e acrescenta que nas próximas semanas terá lugar uma audição sobre o assunto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.