A Oracle admitiu num comunicado aos reguladores norte-americanos que vai avançar com despedimentos adicionais na sequência da integração da Sun. O plano é revelado numa nota ao regulador de mercado, onde a empresa inscreve mais 825 milhões de dólares nos custos de aquisição da empresa para este ano de calendário. Parte desses custos são afectados a novas reduções de colaboradores, a realizar primeiro na Europa e na Ásia, de acordo com a PC World.


Recorde-se que a Oracle anunciou planos para comprar a Sun em Abril do ano passado. O negócio de 7,4 mil milhões de dólares ficou condicionado durante vários meses pela aprovação dos reguladores da concorrência nos Estados Unidos e na Europa.


Os novos cortes, de acordo com a nota entregue pela Oracle aos reguladores na sexta-feira, vão eliminar redundâncias e melhorar eficiências. Os trabalhadores afectados começaram a ser informados no passado dia 28 de Maio.


A Oracle falou no início do ano sobre os despedimentos ainda necessários para assegurar o sucesso da integração da Sun, sublinhando que planeava contratar 2 mil novos empregados e adiantando que esse número seria quase o dobro do número de pessoas a despedir.


Note-se que a Sun tinha anunciado o despedimento de 3 mil trabalhadores em Outubro passado e um ano antes planos para despedir entre 5 a 6 mil trabalhadores.


O TeK pediu um comentário à Oracle em Portugal sobre as novas informações de despedimentos. Até à hora de publicação desta peça não recebeu resposta.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.