A Intergraph viu ontem as suas exigências observadas quando um tribunal federal norte-americano decidiu a seu favor contra a Intel numa queixa de violação de patentes. A Intel terá agora de pagar 150 milhões de dólares (cerca de 152 milhões de euros) à Intergraph.



A decisão marca o culminar de uma contenda iniciada em 1997. A Intergraph, antes uma aliada da Intel no mercado das estações de trabalho, alega que o processador Itanium infringe a arquitectura embebida em duas das suas patentes e no seu processador Clipper, um microchip antigamente utilizado para estações de trabalho.



As queixas tinham sido rejeitadas em tribunal há uns anos atrás, e, em Abril passado, a Intel concordou em pagar 300 milhões de dólares (304,2 milhões de euros) de indemnização à Intergraph, tentando resolver a contenda fora do círculo judicial. Em acordo mútuo, as empresas acabaram por decidir limitar o pagamento a 150 milhões de dólares.



Caso a Intel apele da decisão e perca terá de pagar mais 100 milhões de dólares à Intergraph. Em declarações à CNET, Chuck Mulloy, da Intel, afirmou que a decisão só será definitiva daqui a dez dias e a empresa pedirá entretanto ao juiz que a reconsidere. Se tal não acontecer a Intel pensa recorrer, apesar de existir a possibilidade de ter de vir a pagar a tal multa de 100 milhões de dólares.



Embora não recupere os 150 milhões de dólares, se a Intel, por sua vez ganhar o apelo já não será obrigada a pagar custos de licenciamento à Intergraph sobre os futuros processadores Itanium.



Actualmente, a Intergraph defende que por 100 milhões de dólares a Intel poderia obter um aliança para as patentes em disputa. Os responsáveis da Intergraph avançam também a hipótese de a outra fabricante se dispor a redesenhar os seus chips.



Notícias Relacionadas:

2002-07-09 - Segunda geração do processador Itanium da Intel já está disponível

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.