A Intel Capital anunciou hoje um investimento de 30 milhões de dólares (23 milhões de euros) em quatro empresas de desenvolvimento software, sendo que, deste lote, três se dedicam à computação na nuvem.

A computação na nuvem é um dos temas "quentes" da actualidade, com adeptos e renitentes a esgrimirem argumentos a respeito deste tipo de soluções que tiram partido da Internet, para alojar software e ficheiros, exigindo menos investimento em hardware. Embora muitos mostrem ainda reservas, alegando questões como a segurança, as tecnológicas parecem determinadas em não perder o "comboio" do cloud computing.

As últimas movimentações da empresa dedicada à área de investimentos da gigante dos processadores são mais um exemplo disso, com grande parte do montante investido a ser atribuído à Adaptive Computing, à Joyent e à Nexant, todas elas fornecedoras de tecnologia para a computação na nuvem.

A quarta empresa incluída no lote é a Ciranova, que desenvolve software destinado a fabricantes de semicondutores para dispositivos de Internet móvel, banda larga e multimédia de alta-definição.

A Adaptive Computing, uma das principais beneficárias, receberá um total de 14 milhões de dólares (entre os investimentos da Intel e de outras empresas), que usará para contratar mais pessoal, disse à Computerworld Michael Jackson, o COO e presidente da empresa norte-americana, que até agora contava apenas com 75.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.