A Kodak vendeu mais de 1.100 patentes relacionadas com a captura, edição e partilha de imagens por 525 milhões de dólares na tentativa de evitar a bancarrota. As patentes da marca norte-americana foram compradas por um consórcio de 12 empresas onde se encontram nomes como Apple, Facebook, Google, Microsoft e RIM.

A Amazon, a Fujifilm e a Samsung também fazem parte do conjunto de tecnológicas que aproveitou a situação financeira menos favorável da Eastman Kodak para reforçar o portfólio de patentes. Mas o consórcio é liderado pela Intellectual Ventures Management LLC e pela RPX Corp, que agora vão fazer a gestão da transferência da propriedade intelectual entre as empresas.

O grupo de tecnológicas "compradoras" fica também livre de todas as ações judiciais movidas pela Kodak por supostas violações de patentes sem o pagamento dos respetivos direitos.Apesar da venda, a Kodak ainda é detentora de 9.600 patentes.

Depois de alguma negação, os responsáveis da Kodak aceitaram vender algumas das ideias e conceitos registados pela empresa ao longo dos anos, na tentativa de evitar a falência. Mas o grupo norte-americano acabou por conseguir menos dinheiro do que aquele que era apontado por algumas analistas, que chegaram a avaliar o portfólio da Kodak em 2,6 mil milhões de dólares.

A venda de propriedade intelectual é apenas um dos passos necessários para que a Kodak se consiga manter no mercado em 2013. A empresa deve agora também ser capaz de vender duas das áreas de negócio que possui atualmente - a área da impressão ao consumidor deve ser uma das afetadas pela reestruturação, segundo adiante a Bloomberg.

Nota de redação: notícia atualizada com mais informação sobre as empresas que lideram o consórcio


Escrito ao abrigo do novo Acordo Ortográfico

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.