Em 2002, 35,9 por cento dos lares franceses estavam equipados com PC, indica o estudo anual GfK/SVM, um crescimento de três pontos percentuais comparativamente a 2001 mas que coloca a França muito aquém dos 41 por cento que reflectem a média europeia.



Para 35 por cento dos lares, o computador permite jogar, ver DVDs ou ouvir CDs (20%) e outras distracções ou hobbies (25,6%, essencialmente com respeito ao trabalho de imagem). A mesma máquina serve igualmente para trabalhar, facilitando os estudos em 22,4 por cento dos lares franceses, permitindo a conclusão de tarefas profissionais, em 18,2 por cento e simplificando a contabilidade doméstica, em 35,3 por cento.



Os mais jovens parecem continuar a ser os grandes promotores das novas tecnologias já, de acordo com o estudo, 60 por cento dos lares equipados informaticamente têm crianças.



Mas, entre os 8,8 milhões de lares franceses onde se encontra uma "máquina multimédia", apenas dois terços dispõe de acesso à Internet. Estes últimos passam em média 12 horas e 30 minutos por semana à frente do ecrã, contra as sete horas e 42 minutos passadas por aqueles que não estão ligados. O tempo é gasto essencialmente a escrever emails (91%), mas também a fazer contas (43,5 %), a executar trabalhos gráficos (29,7 %), a ouvir CDs ou a ver DVDs (23 %) e a descarregar ficheiros (15,7 %).



Os 5,8 milhões de lares conectados escondem no entanto uma tendência inquietante: pela primeira vez a progressão do número abrandou. Entre os lares não conectados, 52 por cento indicou que não tem intenção de vir a ligar-se à Web.



Notícias Relacionadas:

2002-07-08 - Internet e televisão digital por cabo crescem acentuadamente em França
2002-05-08 - France Télécom introduz pacote "Computador + Ligação à Internet"

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.