O projeto da Unicorn Factory foi a base da candidatura de Lisboa aos prémios iCapital, que distinguem todos os anos as cidades mais inovadoras da Europa. Com 13 projetos de inovação em curso a Fábrica de Unicórnios quer ainda alargar o seu âmbito com novos polos de inovação em Lisboa, o que terá merecido a atenção do júri dos prémios.

O prémio "European Capital of Innovation”, no valor de um milhão de euros foi pela primeira vez entregue à capital portuguesa e vai agora ser usado pela Fábrica de Unicórnios para desenvolver o projeto.

“Este prémio vai ser investido pela Unicorn Factory para desenvolver projetos de inovação social e no combate à exclusão, usando a tecnologia como elevador social”, salienta Carlos Moedas, citado em comunicado.

Em 2021, o presidente Carlos Moedas tinha anunciado no palco principal da Web Summit a ambição de lançar uma fábrica de unicórnios e de tornar Lisboa na capital da inovação da Europa durante o seu mandato, competindo com outros grandes polos tecnológicos como Paris, Londres ou Berlim. Este ano lembrou as conquistas feitas na área do empreendedorismo a apelou a todos os participantes que tivessem influência a votar na cidade.

O prémio foi hoje entregue numa cerimónia que decorreu em Marselha, França, onde Carlos Moedas recebeu o galardão “European Capital of Innovation” para Lisboa.

Há 8 novas startups a acelerar na fábrica de unicórnios de Lisboa. O que têm para oferecer?
Há 8 novas startups a acelerar na fábrica de unicórnios de Lisboa. O que têm para oferecer?
Ver artigo

A Fábrica de Unicórnios foi oficialmente anunciada em 2022 e já atraiu 54 novos centros tecnológicos para Lisboa vindos de 23 países, anunciou 10.000 postos de trabalho, lançou 13 programas de incubação e aceleração, triplicou o número de start-ups incubadas e posicionou a cidade em indústrias como a saúde digital, as tecnologias “Web 3” ou a inteligência artificial, segundo os dados partilhados.

Este prémio prova também que podemos e devemos ser mais ambiciosos. Que temos tudo para ser os melhores. Hoje, graças ao sucesso da Fábrica de Unicórnios, Lisboa venceu o prémio mais conceituado para uma cidade europeia. É um orgulho para mim enquanto responsável máximo da autarquia de Lisboa. Mas é sobretudo um sinal muito forte daquilo que somos capazes de fazer quando temos ambição. Este prémio era um sonho, que tantos acharam impossível, mas que hoje trazemos para Lisboa”, destacou o presidente da Câmara Municipal de Lisboa.

Numa mensagem na rede social X (ex-Twitter), Carlos Moedas defende que Lisboa pode investir ainda mais em inovação social, que mude a vida das pessoas, no combate à exclusão, usando a tecnologia como elevador social.

Durante a sua intervenção no Web Summit, Carlos Moedas defendeu este ano que Lisboa é um porto seguro para a inovação. O presidente da câmara recordou que, quando os fenícios criaram a cidade de Lisboa, chamaram-na de Allis-Ubo, que significa "porto seguro".

"Porto seguro porque esta era a cidade em que durante séculos as pessoas trabalhavam juntas, de diferentes religiões - muçulmanos, judeus, cristãos - trabalhavam juntos em diversidade", defendeu.

Além de Lisboa, Lviv (Ucrânia) e Varsóvia (Polónia) foram as cidades finalistas candidatas ao título de Capital Europeia da Inovação 2023. A distinção é atribuída pela Comissão Europeia, desde 2014, para reconhecer as cidades que mais e melhor promovem a inovação nas respetivas comunidades.

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.