A Vodafone Telecel registou um lucro depois de impostos de 104,8 milhões de euros, ou 0,49 euros por acção, no ano fiscal terminado a 31 de Março passado, revelou hoje a operadora em comunicado. Este valor foi representativo de um acréscimo de 30,8 por cento face aos resultados líquidos apurados no ano anterior.



No período em análise, a operadora gerou receitas totais operacionais e de serviços de 1.025 milhões de euros e 956,7 milhões de euros, respectivamente, representativas de um crescimento de 14 e 16,6 por cento relativamente ao ano anterior.



O EBITDA obtido pela Vodafone Telecel, nos doze meses findos em 31 de Março de 2002, foi de 286,1 milhões de euros, o que representa um crescimento de 13,3 por cento face ao valor alcançado no ano anterior. A margem do EBITDA sobre as receitas de serviços cifrou-se em 29,9 por cento no ano.



A 31 de Março passado, a Vodafone Telecel contava com 2.838.015 clientes registados no seu serviço celular, em resultado da adição de 359.215 clientes nos últimos doze meses. A operadora revela em comunicado que os clientes de serviços pré-pagos representavam aproximadamente 74 por cento da base de clientes registados no serviço celular da Vodafone Telecel.



No período observado, a receita média mensal por cliente registado (ARPU) no negócio celular da Vodafone Telecel foi de 29,37 euros, num decréscimo de 7,1 por cento em relação ao ano anterior. O ARPU por cliente celular activo foi de 32,25 euros.



Para o número de clientes, os valores apontados representam, para o segmento móvel, um aumento de 359,215 face ao ano anterior, enquanto para o acesso fixo o acréscimo foi de 39 mil novos clientes. A operadora possui agora 2.838.010 clientes para a rede móvel e 128.000 clientes para a rede fixa.



O número de minutos de voz na rede celular facturados pela Telecel alcançou um total de 4.435 milhões, representativo de um crescimento de 28,6 por cento em relação ao ano anterior. Nos doze meses findos a 31 de Março, a utilização média mensal de cada cliente da Vodafone Telecel foi de 139 minutos celulares, o que representa um aumento de 3 minutos relativamente a período homólogo.



As receitas dos dados móveis, as quais compreendem SMS, acesso móvel à Internet, dados e fax, representaram 5,3 por cento das receitas de serviços celulares no ano fiscal de 2001. A operadora indica que aproximadamente 40 por cento da sua base total de clientes celulares utiliza regularmente o serviço de SMS (Short Message Service) e esses clientes geraram uma média mensal de 66 SMS nos doze meses findos em 31 de Março de 2002.



A operadora salienta ainda que nos doze meses findos em Março de 2002 investiu 205,4 milhões de euros em activos fixos, dos quais cerca de 25 por cento foram aplicados no desenvolvimento da sua rede UMTS.



No final de Março de 2002, a Vodafone Telecel tinha cerca de 128.000 clientes registados no seu serviço de acesso fixo indirecto, dos quais cerca de 80 por cento eram clientes empresariais, o segmento do mercado ao qual a empresa dirige a sua actividade comercial na área fixa.




Notícias Relacionadas:

2002-01-30 - Lucro da Vodafone Telecel aumenta para os 83,9 milhões de euros

2001-11-15 - Receitas da Vodafone Telecel crescem mais de 20% entre Abril e Setembro

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.