Entre julho e setembro o mercado de produtos tecnológicos atingiu receitas de 626 milhões de euros, uma quebra de 5% relativamente a igual período do ano passado. O mercado nacional foi penalizado pelas quebras registadas em quase todos os segmentos tecnológicos, exceção feita aos grandes eletrodomésticos e às telecomunicações.

Mas mesmo nestes casos, como revelam os dados do índice GfK Temax, o crescimento foi tímido:

[caption][/caption]

Do lado dos grandes eletrodomésticos os resultados positivos devem-se em parte à “boa performance do mercado de venda de casas”, enquanto do lado das telecomunicações são os smartphones que puxam por este segmento - crescimento de 17% em comparação com o terceiro trimestre de 2014

De destacar ainda que nos primeiros nove meses do ano o mercado dos produtos tecnológicos de telecomunicações já ultrapassou os 500 milhões de euros em receitas.

Do lado ‘vermelho’ da tabela o mercado da fotografia em Portugal continua a encolher, desta feita 20% no geral e 16% tendo apenas em conta o segmento de objetivas. A GfK salienta no entanto que as compactas com lentes intermutáveis e as câmaras full frame registaram um crescimento, sobretudo devido à quebra de preço médio sentido nestas linhas de produtos.

No que diz respeito à informática - PCs e tablets - a quebra foi de 13%, ainda que a faturação tenha sido de 131 milhões de euros. Os portáteis garantem quase 60% deste segmento, com os tablets a caírem pela primeira vez abaixo dos 20% - mais um sinal do abrandamento das vendas do iPad e companhia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.