No final deste ano o mercado português de Tecnologias da Informação deverá valer 6.157,9 milhões de euros, perdendo cerca de um por cento face ao ano passado, estima o relatório anual da Reportium XXI Consulting, que vem sendo divulgado ao longo desta semana em diversos comunicados.



Os serviços e o hardware vão representar o grosso do mercado absorvendo 45,3 por cento e 43,5 por cento, respectivamente. Ao software deverão apenas caber 11,2 por cento dos proveitos operacionais do sector, um número que a consultora explica com os preços "inibidores se considerarmos o poder de compra das famílias portuguesas, os aumentos sucessivos do IVA e a facilidade inerente à cópia de software".



Em comunicado, a Reportium XXI prevê a recuperação do sector apenas para 2008, mas sublinha que a tendência negativa do mercado tem permitido aos seus principais players - que representam 31 por cento do mercado - apresentarem crescimentos médios anuais de 6 por cento nos proveitos operacionais.



O documento sublinha ainda que na componente de hardware a tendência negativa deverá também manter-se até 2007, depois de perdas de 1,5 por cento em 2003 e de 1 por cento no ano passado. As previsões assentam na descida continuada dos volumes de negócios das empresas que vendem e distribuem equipamentos, muito relacionada com o aumento de preços introduzido pelo aumento do IVA. Só em 2008 a consultora prevê crescimentos para o segundo maior segmento do sector na ordem dos 5 por cento, caso as condições económicas não se agravem.



No que se refere às receitas dos serviços de TI estas mantêm também uma evolução negativa desde 2002 e deverá manter-se assim até 2007. Para 2008 é estimado um início de retoma com um crescimento de meio ponto percentual.



Notícias Relacionadas:

2005-09-26 - TMT vão reduzir 7,8 mil postos de trabalho até 2008

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.