A Comissão Europeia aceitou alargar o prazo que havia concedido à Microsoft para responder a uma acusação de incumprimento de uma das sanções que lhe haviam sido impostas em resultado do processo anti-monopólio na Europa.



No mês passado, o regulador da concorrência havia dado à gigante do software um prazo, que terminaria amanhã, para responder à acusação de que não tem partilhado informação sobre os seus sistemas operativos com as empresas rivais, ao contrário do que lhe fora imposto, ameaçando-a com novas multas que poderiam ascender a dois milhões de euros diários (ver Notícias Relacionadas).



"Garantimos uma extensão até 15 de Fevereiro", afiançou um porta-voz da Microsoft, citado pela Reuters.



Ao mesmo tempo, decorre nos Estados Unidos um processo movido pelo Departamento de Justiça norte-americano (DOJ) onde também se acusa a empresa de não estar a cumprir alguns dos itens acordados na resolução do caso antitrust naquele país.



O DOJ acusa também a Microsoft de não estar a ser suficientemente célere na disponibilização de informação sobre os protocolos informáticos utilizados no seu sistema operativo, dados imprescindíveis às empresas rivais para que possam compatibilizar os seus produtos com o Windows.



Notícias Relacionadas:

2005-12-22 - CE ameaça Microsoft com novas multas por incumprimento de medidas correctivas

2005-03-21 - Comissão Europeia ameaça Microsoft com novas sanções


2004-03-24 - Comissão Europeia multa Microsoft em 497 milhões de euros

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.