A Microsoft não desiste de comprar a Yahoo e já confirmou que lançará nova OPA à empresa caso a sua actual equipa administrativa abandone os cargos.



Citando Steve Ballmer, Carl Icahn, accionista da Yahoo, refere que a gigante norte-americana está disposta a comprar o segmento de buscas da empresa, garantindo "amplas garantias financeiras", ou o total do capital do grupo, dependendo do futuro administrativo da companhia.



Em comunicado, a Microsoft refere que "é prematuro discutir detalhes tão importantes como o preço das modalidades de um acordo", mas que está "disposta a discutir" uma possível transacção "com uma nova administração".



A fabricante afirma ainda que "respeita os direitos de decisão dos accionistas da Yahoo" e que não tem "a intenção de comentar o tema antes que tome lugar uma assembleia-geral de accionistas".



Esta possibilidade vai de encontro às sucessivas tentativas de Carl Icahn que, desde Maio apela à substituição do corpo administrativo da Yahoo, que está nas mãos de Jerry Yang.



Em carta aberta aos accionistas da Yahoo, Carl Icahn, que detém 59 milhões de acções da empresa, afirma que tem falado frequentemente com Steve Ballmer e propõe que a companhia reúna um conjunto de nomes de possíveis novos administradores para o caso de as investidas da Microsoft virem a ser concretizadas.



O multimilionário tem contado com o apoio de vários executivos que, entretanto, já abandonaram os seus cargos dentro da Yahoo. O desagrado dos trabalhadores da empresa tem sido cada vez mais notório, principalmente desde que a cotação do grupo na bolsa começou a descer. Isto porque, desde que a Microsoft abandonou a proposta de oferta, as acções da empresa nunca alcançaram os 33 dólares por acção propostos no âmbito da oferta pública de aquisição.



Notícias Relacionadas:

2008-07-02 - Microsoft quer parceiros na luta pela Yahoo

Não perca as principais novidades do mundo da tecnologia!

Subscreva a newsletter do SAPO Tek.

As novidades de todos os gadgets, jogos e aplicações!

Ative as notificações do SAPO Tek.

Newton, se pudesse, seguiria.

Siga o SAPO Tek nas redes sociais. Use a #SAPOtek nas suas publicações.