A Microsoft está novamente a processar a Motorola em casos relacionados com o registo de patentes. Só que, desta vez, a gigante de Redmond acusa a fabricante de hardware de cobrar valores excessivos pelos direitos detidos sobre algumas das tecnologias integradas na Xbox 360.

O processo foi intentado esta semana num tribunal do distrito de Washington (EUA), com a Microsoft a alegar que o preço das royalties exigidas pela Motorola se encontra inflacionado, constituindo uma ilegalidade e uma violação do compromisso da fabricante de telemóveis para com o Institute of Electrical and Electronics Engineers (IEEE) e a International Telecommunications Union (ITU).

A fabricante da Xbox realça que a Motorola se encontra obrigada a impor "condições razoáveis e não discriminatórias" no que respeita ao licenciamento das tecnologias sobre as quais detém patentes.

Em causa estão tecnologias relacionadas com os sistemas que suportam a ligação WLAN e a compressão de vídeos em H.264, usados na Xbox 360, detalha a imprensa internacional.

Este é o segundo processo movido pela Microsoft contra a Motorola nos últimos dois meses. Em Outubro, a empresa de software processava a fabricante de smartphones por vender telemóveis Android sem pagar os direitos relativos a algumas patentes que a Microsoft reclama serem suas e estarem a ser usadas no SO promovido pela Google.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.