A Bizdirect anunciou ter renovado o contrato que a une ao Ministério da Saúde na prestação de serviços para a criação da uma Plataforma Central de Compras Públicas Electrónicas que depois do piloto entra agora numa fase de generalização.



Com o avanço do projecto, o Ministério da Saúde espera potenciar a obtenção de poupanças nos produtos e serviços adquiridos, que na fase-piloto do projecto ultrapassaram os 500 mil euros, correspondentes a cerca de 23 por cento do volume transaccionado, refere-se num comunicado enviado à imprensa.



Iniciado em 2003, no âmbito do Programa Nacional de Compras Electrónicas, em que participaram apenas 11 organismos do Ministério da Saúde, o projecto alarga-se agora a todos os organismos tutelados directa ou indirectamente pelo ministério - cerca de 80 hospitais, cinco regiões de saúde, 18 sub-regiões de saúde, 330 centros de saúde e 20 serviços autónomos e personalizados - e permitindo a negociação de produtos e de serviços transversais e sectoriais, definidos pelos organismos adquirentes.



A plataforma permitirá ao Ministério "aplicar metodologias de negociação mais eficientes no processo aquisitivo público, suportadas em ferramentas electrónicas, e aprofundar o conhecimento dos processos e da estrutura de custos de aquisição, potenciando a redução de custos", acrescenta-se no comunicado.



Notícias Relacionadas:

2006-01-20 - Governo poupa mais de 4 milhões de euros com compras online desde Setembro 2003


2005-07-20 - POS Conhecimento aprova financiamento para 2ª fase dos pilotos de compras electrónicas


2005-01-12 - Compras electrónicas vão gerar poupanças de 250 milhões de euros em 2006

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.