Os receios de contágio com o Coronavírus voltaram a ditar o cancelamento da presença de mais duas tecnológicas no Mobile World Congress 2020, a grande feira de tecnologia que decorre em Barcelona entre os dias 24 e 27 de fevereiro. Depois de a LG e da Ericsson, é agora a vez da NVIDIA, da Amazon e da Sony anunciarem que não vão estar no evento organizado pela GSMA.

A NVIDIA foi a primeira empresa norte-americana a cancelar a sua presença. A gigante tecnológica era uma das patrocinadoras do MWC2020, tendo feito uma parceria com a GSMA para a realização de 10 debates sobre inteligência artificial. A empresa estava também a preparar-se para dar as "boas-vindas" aos visitantes com a exposição AI Edge Innovation Center.

Ericsson é mais uma baixa de peso no MWC 2020. A culpa é do Coronavírus
Ericsson é mais uma baixa de peso no MWC 2020. A culpa é do Coronavírus
Ver artigo

“Devido aos riscos para a saúde pública relacionados com o Coronavírus, garantir a segurança dos nossos colegas, parceiros e clientes é a nossa maior prioridade”, avança a NVIDIA numa publicação no seu blog. A empresa indica que estava preparada para dar a conhecer ao mundo o trabalho que tem vindo a desenvolver em áreas como a IA ou o 5G e, embora lamente a sua ausência no MWC2020, acredita que esta será a decisão mais correta.

A segunda gigante norte-americana a anunciar que não ia estar presente no MWC2020 devido aos receios de contágio com o Coronavírus foi a Amazon. A empresa liderada por Jeff Bezos anunciou, num comunicado enviado à imprensa internacional, que o surto a levou a considerar a sua participação no evento.

Em comunicado à imprensa, a Sony indica que tem vindo a acompanhar "a situação em evolução após o novo surto de coronavírus" e, para garantir a segurança e bem-estar dos seus cilentes, parceiros e funcionários, tomou a "difícil decisão de deixar de expor e participar do MWC 2020". A empresa avança que a sua conferência de imprensa ocorrerá num local mais "seguro" via vídeo, no horário programado para as 8:30 da manhã (CET) de 24 de fevereiro de 2020, através do canal oficial Xperia no YouTube.

As preocupações com o surto de Coronavírus parecem ter afetado também a Samsung. Ao que tudo indica, a fabricante sul-coreana ainda tem intenções de participar na edição do MWC2020, no entanto, poderá reduzir a sua presença na feira tecnológica. De acordo com fontes próximas da empresa, a Samsung não está a concentrar as suas atenções na realização de acordos entre executivos, avança a CNET.

A GMSA já reagiu aos mais recentes cancelamentos. Num comunicado lançado neste domingo, 9 de fevereiro, a associação volta a reconhecer que o Coronavírus está a provocar alguma disrupção no que toca ao número de empresas participantes no evento. No entanto, avança que a feira tecnológica vai continuar como previsto.

"Remédios" para o Coronavírus no MWC2020: autoquarentena e exclusão de participantes de países de alto risco
"Remédios" para o Coronavírus no MWC2020: autoquarentena e exclusão de participantes de países de alto risco
Ver artigo

Além do conjunto de medidas de prevenção anteriormente anunciado, a GSMA anunciou que está a tomar ainda mais precauções. Assim, a associação não permitirá a entrada de participantes vindos da província de Hubei no evento. Embora empresas como a Lenovo, a  Xiaomi, a Siemens ou a Schneider Electric tenham representação na região chinesa, as organizações ainda não indicaram que rumo é que vão tomar. A GSMA avança ainda que todos os indivíduos que estiveram na China terão de apresentar provas de como saíram do país, pelo menos, 14 dias antes do evento.

Nota de redação: A notícia foi atualizada com informação relativa à posição da Sony. Última atualização: 10h48)

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.