A Nintendo anunciou esta terça-feira o regresso aos lucros operacionais depois de três trimestres abaixo da linha de água.

Esta prestação positiva, informa a tecnológica, tem por base um contributo substancial da sua nova divisão de jogos para dispositivos móveis que foi responsável por boa parte dos lucros registados entre outubro e dezembro de 2016. Só entre os primeiros nove meses do ano, títulos como Super Mario Run, Miitomo e Pokémon Go, merchandising relacionado e acessórios, deram à empresa cerca de 10,7 mil milhões de ienes, qualquer coisa como 87,4 milhões de euros. Em 2015, o valor ganho com este segmento não ultrapassou os 4,4 mil milhões de ienes.

Para além das aplicações, as vendas de Pokémon Sun & Moon também ajudaram a empresa a recompor-se financeiramente. De acordo com os últimos dados publicados pela empresa, os jogos estão prestes a atingir os 15 milhões de exemplares vendidos, sendo já a quarta geração mais bem sucedida da franquia.

Em contraposição, a Wii U vendeu apenas 200 mil unidades durante os últimos três meses do ano.

Apesar dos valores positivos, a Nintendo foi, no entanto, obrigada a cortar em cerca de um terço a sua perspetiva de desempenho para o ano fiscal que termina no próximo mês de março, dos 30 mil milhões de ienes para os 20 mil milhões.

No total, os ganhos registados no último trimestre do ano situaram-se na ordem dos 32,3 mil milhões de ienes (sensivelmente 264 milhões de euros), um número positivo que deixaria a empresa acima das suas previsões anuais caso não se tivessem registados prejuízos nos meses anteriores.

Para o lançamento da Switch, a empresa prevê a venda de 2 milhões de unidades até finais de março.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Tek. Diariamente. No seu email.

Notificações

Subscreva as notificações SAPO Tek e receba a informações de tecnologia.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.